sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Obediência - Minha expressão de amor

Reprodução
O que aconteceria se as leis da natureza mudassem? A própria razão nos diz que desde a criação do Universo devem ter existido leis e princípios imutáveis para dirigir todas as coisas criadas, como o Sol, a Lua, estrelas e planetas.

A Ciência descobriu que o átomo é uma das coisas mais perfeitamente equilibradas do universo. Ele obedece fielmente às leis que governam sua existência invisível.

Assim como existem leis que governam o sistema estelar e o universo, Deus, o seu Criador, formulou uma lei perfeita e eterna, que nunca se modificou. Deus é imutável. As Escrituras Sagradas dizem: “De fato, Eu, o Senhor, não mudo”, Malaquias 3:6 (Nova Versão Internacional - NVI). 

O apóstolo Tiago reitera a imutabilidade de Deus: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes”, Tiago 1:17. “A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes”, Salmo 19:7. 

“De fato a lei é santa, e o mandamento é santo, justo e bom”, Romanos 7:12. Assim sendo, a lei divina, que é o reflexo do caráter de Deus, não pode ser mudada, bem como não podem mudar as leis que governam o universo. 

Queridos amigos, não pode haver reavivamento e reforma na igreja se não tomarmos firmemente a decisão de obedecer à lei de Deus. Mas esta obediência deve ser uma expressão de nosso amor a Deus. Cristo deu Sua vida na cruz por amor de nós; mas também morreu para expiar a quebra da lei: isto deve inspirar em nós o sincero desejo de nos consagrar inteiramente a Ele e como resultado à obediência como uma expressão de amor. 

Borton Lins é operador de teleatendimento e membro da Igreja Adventista do Arruda. Contato: prosperolins@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário