sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Sê grato - Parte 2

Reprodução
Semana passada, lemos a parte 1 desta meditação e hoje vamos finalizar, refletindo um pouco mais deste tema tão grandioso. Há quem diga que devemos agradecer até pelos “nãos” que Deus nos deu e os que Ele permitiu que recebêssemos da vida. Se enxergássemos o fim desde o princípio como Ele, com certeza entenderíamos os porquês da vida. Já que não temos esta visão, precisamos confiar. 

“Este é o dia que o Senhor fez, regozijemo-nos e alegremo-nos nele”, Salmos 118:24. A gratidão é um dom. A definição da palavra dom é: dádiva, virtude, graça, presente de Deus... Se não tem o hábito de agradecer, comece hoje. Quando você aprender a ser grato a Deus, com certeza você também aprenderá a ser grato às pessoas ao seu redor. 

“As preciosas graças do Espírito Santo não se desenvolvem num momento. Ânimo, fortaleza, mansidão, fé, inabalável confiança no poder de Deus para salvar, são adquiridos mediante a experiência de anos. Por uma vida de santo esforço e firme apego ao direito, devem os filhos de Deus selar seu destino. A religião pessoal revela-se pelo comportamento, pelas palavras e atos. Produz crescimento, até que afinal a perfeição reivindica o elogio do Senhor: Estais perfeitos nEle!”, Colossenses 2:10, Mente, Caráter e Personalidade, v. 1, p. 17 e 27, Ellen White.

“Bendiga o Senhor a minha alma! Não esqueça nenhuma de suas bênçãos!”, Salmos 103:2. “Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo”, Efésios 5:20. “Tudo o que fizerem, seja em palavra seja em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai”, Colossenses 3:17. Sejamos gratos! 

Caroline Antunes é estudante de Psicologia e membro da igreja de Boa Viagem. Contato: carolantunes18@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário