sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Tempo de recomeçar

Reprodução
Quando crianças, somos ensinados a não mexer nas feridas. Embora a agonia para se livrar da terrível “casquinha” seja grande, tentamos deixar sarar, para que o arranhão ou o corte não volte a incomodar. Ou não deixe cicatriz. Mas teimosos como somos, parece que ignoramos esses conselhos ao longo da vida. Não importa o âmbito no qual nos encontramos, temos mania de cutucar ferida velha, resgatar o que se foi, o que de algum modo já passou ou deveria ter passado. 

Não me refiro aos dedos alheios que, vez ou outra, insistem em acusar e revirar nosso passado, mas falo sobre nós mesmos, como lidamos individualmente com nosso interior, sobretudo com os erros, medos e ilusões. Muitas vezes, insistimos na mesma falha, cometemos o mesmo pecado, porque não somos capazes de nos perdoar. De aceitar que Deus já nos perdoou quando nos arrependemos e deletou aquilo que nos envergonhou e que manchou nosso coração. Como se livrar dessa culpa? Como sorrir em meio a essas circunstâncias?

Não tenha dúvida. Salmos 30:5 enfatiza: “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”. “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve”, Mateus 11:29-30. Eis que um novo ano finda e outro começa. Será um novo ciclo de 365 dias para pedir perdão, esquecer o que passou. Desculpar os outros e a si mesmo. Amar o próximo e a Deus acima de todas as coisas. É tempo de escrever uma nova história, deixar para trás tudo o que machuca, entregar sua vida e ficar mais próximo dEle. É tempo de ser feliz e, através do perdão de Deus, encontrar a paz. Aproveite enquanto é tempo de recomeçar. Enquanto ainda há tempo. Enquanto ainda há chance. 

Tatyanne de Morais é jornalista e membro da Comunicação da igreja de Boa Viagem. Contato: informebv@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário