quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Princípio

Reprodução
Um dos grandes feitos de Paulo, durante o seu ministério, foi mostrar o quanto Jesus estava inserido na Trindade. Afinal, se você é tão curioso quanto eu, já deve ter se perguntado: onde estava Jesus durante a criação do mundo? A resposta requer um pouco de reflexão. Para isso, devemos voltar ao texto inicial da Bíblia, em Gênesis 1:1: “No princípio criou Deus o céu e a terra”, e estudar as duas primeiras palavras: no princípio

O hebraico antigo foi a linguagem inicial da escrita da Bíblia. E esse idioma, diferente das linguagens mais contemporâneas (português, inglês, francês, etc), tem uma quantidade reduzida de palavras. Se nossa língua possui mais de 400 mil verbetes, o hebreu antigo se expressava com cerca de 8 mil. Por isso, vemos muitos casos em que uma expressão pode ter diversos significados. Assim, se em português lemos “no princípio”, e entendemos que a expressão indica o começo de alguma coisa ou fenômeno; no hebraico não é bem assim. A expressão “Bereshit” vai muito mais além. Ela é junção de dois termos: ‘be’ e ‘reshit’. 

‘Be’ é uma preposição, e pode ter quatro significados: para, no, pelo ou através de. Já “reshit” tem diversos usos: princípio, primeiro, cabeça, primogênito ou primazia. Assim, Paulo nos responde qual o papel de Cristo na criação com todos os significados de ‘Bereshit’, presentes em Colossenses 1, a partir do verso 15. “O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação. Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele, que é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a primazia”. E que privilégio é ter o Criador do mundo à distância de uma oração. 

Guilherme Hugo é auxiliar fiscal e na igreja de Boa Viagem é líder de Comunicação. Contato: cunhagh@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário