quinta-feira, 5 de março de 2015

Feitos para servir

Reprodução
Todo mundo tem pelo menos uma habilidade. Baseados em uma ou mais competências, decidimos quem queremos ser. Ao longo da vida, listamos as nossas aptidões nos nossos currículos, em relacionamentos e até em redes sociais. Elas, muitas vezes, definem quem somos.

Tem gente que sabe ouvir. Ou aconselhar. Falar em público, para outros, nunca é um problema. Conheço muitos líderes natos. Mas me admiram os que recebem bem, os prestativos e proativos. E você, conhece as suas habilitações? Sabe quem é ou quem quer ser?

Quando eu tinha 10 anos, pedi a minha mãe para frequentar a igreja de Boa Viagem. Aqui, desenvolvi, por meio de Desbravadores, Música, Escola Sabatina e Comunicação, algumas competências. Muitas vezes ninguém me convidou para participar das atividades. Eu escolhi envolver-me. O que você está esperando para desenvolver as suas capacidades ou utilizá-las para que a mensagem do Evangelho seja compartilhada?

Falta de tempo não é desculpa. Todos lidam com isso hoje. É questão de organização e prioridade. Dizer que a igreja não possibilita o seu envolvimento, idem. Essa justificativa é de quem não quer trabalhar. Tenha atitude e seja proativo! Se o problema é que você ainda não identificou um talento, peça orientação divina e o Senhor vai mostrar ou desenvolver uma nova habilidade.

Tenho certeza de que você conhece ao menos um dom que Deus deu. Use-o. Nossas mãos “foram feitas pra servir”. Há várias áreas em que você pode ser útil: Recepção, Ação Solidária, Diaconato, Evangelismo, Jovens, Crianças, Adolescentes, Aventureiros, Escolas Sabatinas, entre tantas outras. Escolha alguma e tenha a iniciativa de trabalhar. E lembre-se de que “tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens”, Colossenses 3:23.

Tatyanne de Morais é jornalista e, na igreja de Boa Viagem, integra a equipe de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário