quinta-feira, 21 de maio de 2015

Eu não me esquecerei de ti

Reprodução
Já ouvi algumas vezes pessoas dizendo que em momentos ruins de suas vidas tiveram raiva de Deus, brigaram com Ele e questionaram Sua vontade. Eu não conseguia entender como alguém podia ter raiva do Senhor, pois nunca O “responsabilizei” pelas adversidades da vida, mas sim, sempre pedia forças para suportá-las. Não me recordava, nem nos piores momentos que já vivi, ter me revoltado contra Aquele que é minha rocha, minha fortaleza, minha salvação. 

Porém, pela primeira vez eu tive esse sentimento. Por uma dificuldade que estava me causando sofrimento, fui orar, como de costume, para pedir força e discernimento; então me peguei brigando com Deus. Esbravejava e perguntava se Ele não estava vendo minha dor! Me senti injustiçada, triste, sozinha... Eu dizia para Ele: - Pai, o Senhor sabe que o que vem acontecendo me levará a uma decisão que meu coração não quer, mas minha razão irá tomar! Mesmo assim, o Senhor permitirá que eu passe por esse sofrimento?! Eu não ouvia resposta... Aliás, fazia um certo tempo que Deus não me dava respostas. 

Então, em um certo momento das minhas “brigas” com Ele, a seguinte passagem martelava em minha cabeça: “Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti (Isaías 49:15)”. 

Percebi então a voz de Deus me falando suavemente e me (re)lembrando que o fato de não termos o controle de nossas vidas nas mãos nos torna dependentes desse amor tão sublime e único, e que o cuidado dEle conosco é infinito. Senti no meu íntimo Deus afirmando que eu não estava sozinha (que na verdade nunca estive) e me dizendo: - Descanse... Nesta hora recebi mais uma oportunidade de pedir o perdão do Pai e senti Seu imenso amor por mim. Meu coração agora está mais leve. 

Karla Predo é coordenadora pedagógica e membro da igreja de Boa Viagem. Contato: karlapredo@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário