sexta-feira, 5 de junho de 2015

Clamei ao Senhor e Ele me ouviu

Reprodução
Você confia em Deus? Aprendeu a confiar e depositar suas dúvidas nEle? Eu não fui ensinada a confiar em Deus, mas aprendi lendo os salmos que Davi, mesmo triste e irritado por vezes com seus inimigos, aprendeu a falar a Deus sobre seus medos e pesares.

Existem salmos para diversos momentos de nossas vidas, entretanto, nos dias de angústia e verdadeiro sofrimento têm uns que nos acalmam e nos fazem ver quão tremendo e maravilhoso é esse Deus a quem servimos. “Ainda que um exército se acampe contra mim, não se atemorizará o meu coração; e se estourar contra mim a guerra, ainda assim terei confiança”, Salmos 27:3. Fazendo analogia com nossos dias, essa “guerra” pode ser conseguir um emprego que você não trabalhe no sábado, uma doença a qual você luta diariamente, falta de temperança, vícios...

A Bíblia é clara ao mostrar que neste mundo teremos aflições e dias difíceis, porém, palavras de conforto e amor são ditas pela mesma. “Os meus olhos se elevam continuamente ao Senhor, pois Ele me tirará os pés do laço. Volta-te para mim e tem compaixão, porque estou sozinho e aflito. Alivia-me as tribulações do coração; tira-me das minhas angústias. Considera as minhas aflições e o meu sofrimento e perdoa os meus pecados”, Salmos 25:15-18.


Não sei quais são suas lutas e não vou dizer que você conseguirá aquilo que deseja, pois eu não sei os planos de Deus para sua vida. Mas eu sei em quem eu creio e que vale a pena confiar nEe, pois Ele nunca nos abandona. Se for plano dEle, sendo o melhor para você, Ele permitirá que tal situação desejada aconteça. Pratiquemos a confiança nEle. O amor, a bondade e a pura misericórdia. “Fez cessar a tormenta, e as ondas se acalmaram. Então se alegraram com a bonança; e, assim, os levou ao desejado porto. Rendam graças ao Senhor por Sua bondade e por Suas maravilhas para com os filhos dos homens”, Salmos 107:29-31.

Carol Antunes é estudante de Psicologia e, na igreja de Boa Viagem, é da equipe de Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário