sexta-feira, 28 de agosto de 2015

O segredo da sobrevivência

Reprodução
Tenho certeza que você já viu alguma cena, mesmo que de brincadeira, de como seria uma PCR (parada cardiorrespiratória). Existe todo um protocolo para que tudo saia conforme o desejado: a reanimação do doente. O "suporte básico de vida", como é chamado no meio médico esse tipo de atendimento, em qualquer lugar que ocorra deve começar com reconhecimento da parada e acionamento do serviço de emergência ou por ajuda da equipe de plantão para então serem iniciadas as manobras que salvarão o paciente de um possível desfecho inadequado.

Além disso, imagine se todos ao mesmo tempo comandassem as ações no momento da reanimação... Ao invés de salvar, deixaríamos o doente morrer por falta de ordem e de uma liderança forte. É preciso definir um líder que comandará toda a ação. Agora você deve estar se perguntando o porquê de tudo isso. Entenda, fazendo uma analogia entre uma PCR com os problemas que enfrentamos na vida, precisamos enxergar que jamais podemos enfrentar as lutas sozinhos. Precisamos de uma equipe conosco. Nossos amigos, nossa família. Além do mais, não é feio pedir por socorro.

Contudo, do que mais precisamos é de alguém que guie a nossa RCP (reanimação cardiopulmonar) que, com a licença poética, chamarei de "reanimação da vida". Precisamos de um líder, alguém que comandará as ações que nos salvarão. E quem será nosso líder?! A grande diferença entre a RCP e a "reanimação da vida" é que na primeira, mesmo que toda a equipe tente exaustivamente salvar o doente, o final pode não "dar certo". Já na segunda, o desfecho nunca é inadequado! Pense, nenhuma dor é permanente; nenhuma adversidade dura para sempre; a sua luta hoje é passageira. Entrega teu caminho ao Senhor, confia nEle, e o mais Ele fará! Deixe que a luz de Deus reanime a sua vida. Bom sábado!

Nathalia Souza é estudante de medicina e líder de saúde da igreja de Boa Viagem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário