quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Viva o amor

Reprodução
O casamento dos meus grandes amigos Diego e Belle me inspirou para falar de amor: entre homem e mulher e o amor de Deus nessa união. Quando nós participamos de um casamento assim tão especial, inevitavelmente lembramos o nosso grande dia. Entre um preparativo e outro, sempre tinha aqueles contratempos, pendências, realização de pagamento com os fornecedores, verificar clima, convidados, lista de presentes e tantas coisas que uma festa de casamento requer. 

Lembro que no mês do meu casamento, quando ainda faltavam alguns detalhes e eu estava uma noiva bem aflita, um funcionário da empresa onde trabalho passou bem cedinho pela porta da minha sala. Depois passou novamente... Até que tomou coragem e pediu para falar comigo. Ele disse que Deus estava pedindo desde cedo para ele falar algo para mim. Logo ele falou que Deus disse que eu não deveria me preocupar, pois no final tudo daria certo. 

Ouvir aquilo foi um grande alívio e o agradeci bastante por ser o portador daquela notícia. Ele não sabia que eu estava para me casar, então creio que foi realmente Deus arrumando um meio de me falar isso, de forma tão clara! Acabou que tudo realmente deu certo na cerimônia e na festa, e tem dado certo na nossa vida a dois desde então. 

A festa passou, e iniciamos um novo capítulo onde o amor que tínhamos de namorados se multiplicou de uma forma linda. A convivência, as brincadeiras, o cuidado, a cumplicidade. Até as brigas encaramos de forma diferente, e entendemos que elas existem para o nosso crescimento. Enfim, Deus nos deu o maior presente que ele poderia dar: o amor. Sentir isso por alguém e ter esse sentimento de volta é maravilhoso. Somos seres privilegiados! Usados por nosso Pai para transbordar esse amor. Que Deus nos capacite a amar mais e mais. 

Marianna Pontual Dias é analista de Recursos Humanos e, na igreja de Boa Viagem, professora da Oficina de Flautas para Crianças

Nenhum comentário:

Postar um comentário