quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Um

Reprodução
As redes sociais vêm se tornando um espaço bem complicado de transitar. Expressões como “mitar”, “lacrar”, “hater” e “textão” se repetem à exaustão nas postagens, seja no Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat, Youtube... (são tantas plataformas que até cansa citar!), numa espécie de competição bizarra de curtidas e seguidores.

Não raro as pessoas expõem suas ideias e sentimentos mais íntimos para uma plateia muitas vezes desconhecida. Muito ódio tem sido destilado por detrás da tela, numa falsa liberdade de expressão. Comentários de reportagens em portais de notícias como G1 e UOL escancaram isso de uma maneira cruel: racismo, xenofobia, raiva... Muitas vezes, em nome da “zoeira” (fazer piada com tudo e todos, em qualquer situação).

Porém, a internet vem deixando de ser uma terra sem lei. Neste ano, vários casos que aconteceram na grande rede passaram para a esfera criminal. Gilberto Gil, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, por exemplo, conseguiram identificar as pessoas por trás de comentários racistas. Parece loucura, mas entramos em 2017 com pessoas ainda propagando discriminação por causa da cor de pele! E analisar os casos em que os autores de comentários são encontrados e prestam depoimento é constatar que, na grande maioria, o fato de ser crime não é levado em consideração antes da postagem.


E você, o que tem plantado virtualmente? Propaga discursos de ódio? E como fica o fato de que “Deus é amor” (1 João 4:8)? O quão diferente você é entre real e virtual? Cada vez mais a sociedade diminui essa barreira. O que você faz na internet, não fica por lá. É apenas um reflexo do seu caráter, que não é manifestado pessoalmente por medo, convenção ou qualquer outro motivo regulatório. Cada vez mais somos apenas um. E que sentimentos e escolhas você tem somado para pertencer a esse “um” que você faz parte? Cristo diz, em João 10:30: “Eu e o Pai somos um”. Para fazer uma limpeza de mente, caráter e personalidade, apenas Deus pode executar. Que em 2017 sejamos um com Ele!

Guilherme Cunha é estudante de Ciências Contábeis e lidera a Comunicação da igreja de Boa Viagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário