quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Orai sem cessar

Reprodução
Outro dia ouvi uma palestra acerca de três termos que são usados de maneira intercambiável: Prioridade, Urgência e Importância. O palestrante esclareceu que, embora similares e muitas vezes usados indiscriminadamente e sem prejuízo do entendimento, é necessário saber diferenciar cada um desses conceitos.

De forma resumida ele assim o fez: 1) Prioridade: é simplesmente o que será de forma inegociável feito em primeiro lugar; 2) Urgência: este conceito está intimamente ligado a tempo. É algo que grita por atenção porque tem um tempo limite para ser feito. Se for ultrapassado aquele tempo limite, tal tarefa poderá não fazer mais sentido; 3) Importância: finalmente, este conceito refere-se ao impacto do assunto em questão. Quanto mais impactante for o assunto, maior é o seu grau de importância.

Diante disso, me veio à mente a seguinte questão: de acordo com os conceitos acima (Prioridade, Urgência e Importância), qual o lugar que a oração deve ocupar em nossa vida? Eu até sugiro que você não tenha pressa em responder. Por enquanto eu gostaria de deixar o exemplo de uma pessoa que não apenas entendeu a diferença entre estes conceitos, mas os aplicou à vida diária.

Susana casou jovem, teve 19 filhos. Durante 40 anos ela orou por eles. Não foram 40 dias. Foram 40 anos. A Inglaterra padecia pelo alcoolismo... A juventude estava sendo vitimada pelos vícios. Aquela nação estava perdida, já não havia esperança para a Inglaterra.


Susana Wesley tinha uma preocupação especial pelos seus 19 filhos. Ela temia que eles fossem tragados pelas ondas da prostituição, dos vícios e das más companhias descompromissadas com o Céu. Então ela fez o seguinte investimento: ORAÇÃO. A cada manhã, entre 5h e 6h, Susana entrava no seu quarto para entregar os 19 filhos ao SENHOR. Chegou a radicalizar: “Não me chamem. Mesmo se alguém, adoecer, depois eu socorro, se morrer, não me chamem, eu enterro depois. Agora de 5h às 6h da manhã ninguém me incomode por favor. Estou em audiência com o meu Deus”.

Resultado: vou mencionar apenas 2 dois filhos dela. Jonh Wesley e Carlos Wesley, os quais se tornaram os dois mais famosos pregadores avivalistas da Inglaterra no século 19. Eles desempenharam papel importantíssimo ao serem usados por Deus para tornar a Inglaterra numa das maiores potências missionárias naqueles dias.

Bem, para a pergunta que foi feita acima, quanto ao lugar que a oração deve ocupar em nossa vida, espero que tenhamos uma boa resposta.

Edimir Maciel é pastor e líder da igreja de Boa Viagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário