quinta-feira, 11 de maio de 2017

O Diabo é teólogo

Reprodução
Em um culto na igreja, o pastor estava falando sobre Mateus 4, a famosa “Tentação de Jesus”. Como de costume, estava fazendo a leitura daquela história tão reiterada na minha infância. Mas, de repente, descobri algo que me fez mudar a forma de pensar em relação a como a tentação vem até nós.

Ao decorrer da narrativa, como bem conhecemos, Satanás tenta Jesus e Jesus sempre rebate citando a Bíblia. Ótimo, perfeito, afinal Jesus é Deus e é claro que Ele conhece a Bíblia. Mas o que fez os meus olhos pularem foi que Satanás também citava a Bíblia, ele dizia: “Está escrito...” Mateus 4:6. Cada tentação que ele lançava sobre nosso Senhor vinha seguido de versículos da Bíblia.

Isso me fez pensar que nem sempre quando o pecado bater à porta da nossa alma ele virá com uma saia curta, com uma dose de bebida alcoólica ou com uma mentira estampada na cara. O Diabo é esperto e sabe que nós, filhos de Deus, vigiamos e oramos diariamente. Então, ele simplesmente nos faz cair na tentação através de meias verdades. A tentação virá adornada de meias verdades.


Jesus estava no deserto sem comer há dias e, penso eu, Ele pode até ter achado por um momento que era um anjo do Céu quando Satanás se aproximou. Afinal, ele vinha revestido de um anjo de luz, como uma fantasia. Mas sabe quando o Messias percebeu que aquilo era uma furada? Se lermos o versículo 3 encontramos: “E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães”. SE TU ÉS? Como assim SE TU ÉS? O tal anjo ''de luz'' não sabia quem Jesus era? Ou será que ele tinha dúvidas?

Ah, Jesus logo percebeu que aquilo era uma tentação com MEIAS VERDADES. O diabo podia até conhecer a Bíblia, mas nosso Senhor Jesus praticava o que está escrito nela e vivia em comunhão diária com o Pai para saber que na vida espiritual não existem meias verdades.

Talitha Oliveira é estudante de Direito e membro da igreja de Boa Viagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário