sexta-feira, 7 de julho de 2017

Sobre ouvir a voz de Deus

Reprodução
Muito se fala sobre ouvir essa Maravilhosa Voz: há quem a escute em sonhos, em pensamentos... Tem gente ainda que diz que Deus fala diretamente, como outra pessoa. Ou até mesmo recebe a resposta de uma oração com um milagre ou compreendendo que nossa vontade nem sempre é igual à vontade dEle. Cada ser humano tem ou já teve uma experiência parecida, e que sensação indescritível é ouvir e compreender o que nosso Pai quer para nós.


Certa vez li que quando queremos muito alguma coisa e não a recebemos de imediato, ou pelo menos na hora que queremos, é porque Deus está nos chamando para falar conosco. Nunca esqueci essa frase, e quando vivo momentos de inquietude e ansiedade, lembro-me dessa premissa e clamo a Jesus, que sabe de todas as coisas. “Clame a mim e eu responderei e direi a você coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece”, Jeremias 33:3.


Sabemos também que a comunhão diária com Ele nos ajuda nessa jornada, pois é igual ao contato que temos com nossos amigos: quanto mais nos falamos, mais sabemos um do outro; as vontades, os desejos e as necessidades. A própria Bíblia Sagrada é um desses “canais de comunicação” entre nós e Deus. “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”, 2 Timóteo 3:16-17. E tal qual no passado no passado (“Eis aqui o Senhor, o nosso Deus, mostrou-nos sua glória e sua majestade, e nós ouvimos a sua voz vinda de dentro do fogo. Hoje vimos que Deus fala com o homem e que este ainda continua vivo”, Deuteronômio 5:24) também hoje Ele está presente.

Convido você a experimentar esse momento. Peça a Deus orientação, medite na Sua palavra ao levantar e ao deitar, peça a Ele ajuda até nas pequenas coisas do cotidiano, e Ele falará com você tal como nosso melhor amigo.

Marianna Dias é analista de RH e, na igreja de Boa Viagem, professora da Oficina Infantil de Flautas

Nenhum comentário:

Postar um comentário